Lançado em: 02-05-2019

Núncio apostólico preside missa de acolhida dos novos bispos da CNBB

O segundo dia de trabalho na 57ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) teve início com a celebração da Santa Missa, na Basílica do Santuário Nacional de Nossa Aparecida (SP), nesta quinta-feira, 2.

A celebração, na intenção dos novos bispos, aqueles que foram nomeados pelo papa Francisco e ordenados desde a última assembleia – período de abril de 2018 a abril de 2019, foi presidida pelo núncio apostólico no Brasil, dom Giovanni D´Aniello.

Durante a homilia, o núncio meditou sobre o Evangelho de João 3,31-36, que diz que “Aquele que vem do alto está acima de todos”. Dom Giovanni ressaltou que a Igreja ainda celebra o tempo pascal.

“Celebrar a páscoa de Cristo é ter a certeza que Ele ressuscitou, que está vivo e este é o fundamento da nossa fé. Por isso, a fé na ressurreição de Jesus e a própria marca distintiva da fé cristã. Porque Cristão é aquele que crê que Jesus não é um personagem do passado, mas está vivo nas nossas vidas e na Sua Igreja. Não estamos sós porque Jesus vivo e ressuscitado está sempre conosco”, destacou.

Dom Giovanni citou ainda que o Espírito Santo constituiu Pedro autêntica e corajosa testemunha da ressurreição de Cristo e do seu Evangelho.

“O mundo presente, mais do que mestres, tem necessidade de verdadeiras testemunhas de Cristo e sua ressurreição que saiba anunciar o Evangelho no testemunho coerente de uma vida conforme o seu chamado ao segmento de Cristo. Embora, nadando contra a corrente quando for necessário”.

O Núncio trouxe à reflexão Nicodemos, que descobre que, mesmo acreditando, estudando e se tornando ponto de referência para os rabinos de seu tempo, descobre que não entende nada da vida de Deus, da fé, da vida e de si mesmo. E Jesus apresenta a solução.

“Acreditar Nele, acreditar que Jesus é o enviado de Deus. Crer que Ele seja o filho do Pai de modo único e extraordinário e tal fé em Jesus conduz à vida eterna”, afirma.

E continua: “O tempo Pascal nos ajuda também a não desistir. A não perder a coragem de ir ao encontro de Cristo, a lutar como soube fazer Nicodemos e a ele Jesus revela a Sua identidade”.

Por fim, o núncio pediu a intercessão da Virgem Maria pela a 57ª Assembleia Geral da CNBB e confiou à Mãe Aparecida que cuide de cada um dos fiéis e permita que cada um possa ir com Ela ao encontro de Jesus, que veio para salvar e para que cada um seja testemunha Dele no mundo de hoje.

“Sejamos estreitos colaboradores da Igreja para que seja afastado de nós rodo o perigo que ameace a nossa fé em Cristo”.



ÚLTIMOS LANÇAMENTOS

Lançado em: 14-07-2019

Papa nomeia Card. da Rocha membro da Congregação para o Clero


Lançado em: 08-07-2019

Diante da paz, o que significa o mistério da cruz?


Lançado em: 02-07-2019

Vaticano: Beato John Henry Newman vai ser canonizado a 13 de outubro


Lançado em: 01-07-2019

Canonização de Irmã Dulce e mais quatro beatos será no dia 13 de outubro


Lançado em: 30-06-2019

Solenidade de São Pedro e São Paulo