Lançado em: 07-05-2017

Falece Ir. Miria Kolling, ícone da música litúrgica

Leia a nota divulgada pelas Irmãs do Imaculado Coração de Maria, Congregação da qual Irmã Miria fazia parte. A Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil se solidariza com a família, a Congregação e todos os amigos e admiradores de Ir. Miria.

EM TUAS MÃOS, SENHOR!

A Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, com muito pesar comunica o falecimento da querida Irmã Miria Teresinha Kolling. A sua morte nos pegou de surpresa e a levou de nós tão rapidamente. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que a ilumine e lhe dê o repouso eterno, e que Deus dê conforto aos seus familiares, à sua Comunidade, a todas as pessoas que amam Irmã Miria, para que possam enfrentar esta imensurável dor com fé e com serenidade.
“A vida prá quem acredita, não é passageira ilusão, e a morte se torna bendita, porque é nossa libertação”. “Os olhos jamais contemplaram, ninguém pode explicar, o que Deus tem preparado àquele que em vida o amar”. Esta foi a crença de nossa querida Irmã Miria ao escrever as canções relativas ao falecimento de entes queridos.

Hoje, a própria Irmã Miria está na presença de Deus, contemplando face a face o que Deus preparou para ela, que O amou intensamente por toda a sua vida.

Irmã MIRIA THEREZINHA KOLLING há 57 anos foi Religiosa da Congregação do Imaculado Coração de Maria. Nascida em Dois Irmãos, Rio Grande do Sul – Brasil, desde cedo aprendeu na família a amar e cultivar a música. Na Congregação teve oportunidade de aprofundar seus estudos musicais. Como compositora de música litúrgica e religiosa, conhecida sobretudo pelas Missas e cantos litúrgicos, para as Celebrações. Além de cantos para a catequese e evangelização, compôs mais de 600 músicas, em geral com letra e música de sua autoria.

Em nome da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, agradecemos a doação de Ir. Miria, que se deixou iluminar e conduzir pela Divina Ruah, na composição das belíssimas canções que, com poesia e musicalidade contribuem ao enriquecimento da Liturgia, à aproximação das pessoas e ao encontro com Deus.

Segundo Frei Patrício Sciadini, “Irmã Miria foi uma alma contemplativa, que compreendeu o desejo religioso mais profundo do ser humano, traduzindo-o em música que eleva a Deus. Através de seus cantos, o povo reza, medita a Palavra, se sustenta na luta, sempre atento aos sinais dos tempos que questionam e evangelizam.” O seu dom, colocado a serviço da Igreja, dará frutos abundantes e saborosos para a honra e glória de Deus.

VELÓRIO E SEPULTAMENTO

O velório realizou-se durante o sábado (06) no Educandário São José do Belém, situado à Rua Belém, 129, bairro Belenzinho, São Paulo/SP. A Missa de Corpo Presente realizou –se na Igreja Matriz de São José do Belém, seguido de sepultamento no domingo

Irmã Marlise Hendges
Diretora Geral
Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria

 



ÚLTIMOS LANÇAMENTOS

Lançado em: 23-09-2017

Revolução da ternura contra violência propõe campanha da Pastoral da Criança


Lançado em: 21-09-2017

Apóstlo São Mateus


Lançado em: 20-09-2017

Francisco reza pelas vítimas do terremoto em México


Lançado em: 19-09-2017

Padroeira do Brasil é tema de exposição em metrô paulistano


Lançado em: 17-09-2017

Festa Franciscana- Impressão das Chagas de São Francisco