Lançado em: 19-05-2017

Profissão Solene

“A forma de vida da Ordem das Irmãs Pobres, que o bem-aventurado Francisco instituiu, é esta: Observar o santo evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, vivendo em obediência, sem nada de próprio e em castidade.” (RSC)

A profissão perpétua é realizada de maneira solene, pois verdadeiramente celebra-se a consagração definitiva de uma irmã, de fato, as consagradas se unem a Deus e, sobretudo a Ordem. Este Foi o motivo que nós Clarissas da Ordem de Santa Clara nos unimos como família na celebração do dia 01 de Maio, festa de São José Operário, a nossas irmãs do Mosteiro Santa Clara em Anápolis, na qual Ir. Maria Inês da Mãe de Deus emitiu seus votos “perpetuamente” na nossa Ordem.

Uma vez abraçada à vida das irmãs Clarissas para sempre, as irmãs “não concluem” uma etapa ou um processo vocacional, ao contrário, terminam sim a formação inicial e já se lançam com afinco e com a mesma busca vocacional de outrora, a formação permanente, procurando viver plenamente seu chamado, vivendo como irmãs menores, na fraternidade e minoridade.
Rezemos por esta nossa irmã, Maria Inês para que ela encontre a graça necessária para o caminhar constante, vigorosa, e feliz na fraternidade e na humildade a exemplo de São Francisco, e Santa Clara para que realize no cotidiano, pela Graça de Deus, o que prometeu na profissão por que : “Entre outros benefícios que temos recebido e ainda recebemos diariamente da generosidade do Pai de toda misericórdia e pelos quais mais temos que agradecer ao glorioso Pai de Cristo, está a nossa vocação que, quanto maior e mais perfeita, mais a Ele é devida”.(Stª Clara)

"Querida, seja fiel até a morte àquele com quem você se comprometeu, pois é ele que vai coroá-la com o louro da vida.
Nossa fadiga aqui é breve, eterno é o prêmio. Não a iludam os rumores do mundo que passa como sombra.
Não perca a cabeça com as imagens vazias do mundo enganador; tape os ouvidos aos assobios do inferno e, forte, quebre seus assaltos.

Suporte por bem as adversidades e não se deixe exaltar pela prosperidade, porque esta pede fé, mas aquelas a exigem.
Entregue fielmente a Deus o que prometeu, e ele retribuirá.
Querida, olhe para o céu que nos convida, tome a cruz e siga o Cristo que vai à nossa frente.

Na realidade, depois de muitas e variadas tribulações, vamos entrar por meio dele na sua glória.
Ame com todo coração a Deus e a seu filho Jesus, crucificado por nós pecadores, sem permitir que ele saia de sua recordação.
Trate de meditar sempre nos mistérios da cruz e nas dores de sua Mãe que estava ao pé da cruz.
Ore e vigie sempre". (Carta de Santa Clara a Ermentrudes de Bruges)

 

 



ÚLTIMOS LANÇAMENTOS

Lançado em: 26-05-2017

São Felipe Neri: O santo da alegria que preferiu o Paraíso


Lançado em: 25-05-2017

Ministro Gerais da Ordem Franciscana assinalam que a unidade está ao alcance das mãos


Lançado em: 24-05-2017

Monges e Freiras de Clausura iniciam encontro no Santuário Nacional


Lançado em: 24-05-2017

MINISTROS GERAIS SE REÚNEM EM MADRI PARA ABORDAREM SOBRE A UNIDADE


Lançado em: 22-05-2017

II Encontro da Vida Consagrada Monástica e Contemplativa